Glossário de Histologia e Embriologia

Confira abaixo os termos utilizados em Histologia e Embriologia em Medicina Veterinária:

A

Ácido desoxirribonucleico [Desoxiribo Nucleic Acid] Ver DNA

Acidofilia [ ] Facilidade de corar com corantes ácidos.

Acino [acinus] divisão terminal duma glândula em forma de saco.

Acino mucoso [ ] 

Acino seroso [ ] 

Acromático [ ] Sem côr.

Adventícia [adventitia] Ver Túnica adventícia.

Adenocarcinoma [ ] Tumor ou carcinoma glandular, neoplasia maligna de células epiteliais no padrão glândula ou glanduliforme.

Adenoma [ ] Tipo de pólipo, tumor benigno de origem glandular.

Adenoma hepatocelular [ ] Tumor benigno formado por células do fígado (hepatócito); podem sangrar ou apresentar transformação maligna.

Aferente [afferent] termo descritivo aplicado aos vasos (sanguíneos ou linfáticos) que penetram num órgão ou numa estrutura.

Alvéolo [ ] Parte terminal dos bronquíolos, que forma um fundo de saco contendo ar

Aminoácido [ ] Qualquer um da classe dos compostos orgânicos que contenham os grupos amino (NH2) e carboxil (COOH). Os aminoácidos formam a principal estrutura das proteínas.

Anaplasia [ ] Processo de diferenciação incompleto onde a célula resultante apresenta características semelhantes às células embrionárias. Perda da especificidade absoluta. Condição das células tumorais, com a perda de diferenciação, organização e função específica da célula normal.

Angiogénese [ ] Processo de desenvolvimento dos vasos sanguíneos.

Angiodisplasia [ ] Deformidade dos tecidos vasculares causada por um desenvolvimento anormal. Dilatação degenerativa dos vasos sanguíneos. Também é o nome de doença.

Antigénio [ ] Proteínas completas ou fragmentos das mesmas (peptídeos) que quando injectados num organismo causam a produção de uma resposta imune, frequentemente com produção de anticorpos específicos contra tais proteínas.

Apêndice cecal [ ] Órgão que liga ao ceco (primeira porção do intestino grosso).

Atrofia [ ] Alteração regressiva ou diminuição do tamanho de uma célula, tecido, órgão ou parte, como consequência de anomalia ou da falta de nutrição.

Autólise [ ] Desintegração espontânea das células, devido a uma alteração das enzimas da própria célula. 

Anátomo-patológico, exame [ ] Exame macroscópico ou microscópico, através do qual se observa uma determinada região ou órgão.

Aorta [aorta] Largest efferent blood vessel from which blood leaves the heart left ventricle and enters the body. Differs from other large arteries in that the thickened intima contains substantial amounts of smooth muscle in addition to an endothelium and its supprting connective tissue. The aortic media is further distinguished by the presence of abundant elastic laminae rather than the smooth muscle layers found in arteries and arterioles. The transition between intima and media is not that distinct.

Apócrino [apocrin] Modo de secrecção em que o produto de secrecção é recolhido no apex celular (ex: glândula mamária).

Arquentero [] Primordio do tubo digestivo.

Artefacto [artefact] defeitos produzidos nas células pelas técnicas utilizadas. Os artefactos podem resultar duma fixação inadequada, do tipo de fixador, duma fraca desidratação e/ou infiltração da parafina, do uso de reagentes inapropriados e dum corte inadequado no micrótomo.

Artéria [artery] Vasos sanguíneos eferentes que transportam o sangue para fora do coração. Caracterizam-se pela presença duma lâmina elástica interna e uma túnica média espessa.

Arteríolas [arterioles] Artérias com menos de 0.5 mm de diâmetro.

B
índice

Baço [spleen] A visceral organ comprised of a connective tissue capsule and fibrous trabeculae supporting the splenic pulp. Major functions are formation of activated lymphocytes (white pulp) and blood filtrations (red pulp).

Basófilo [ ] Elemento que se tinge facilmente com corantes básicos.

Basófilos [basophil] The rarest of circulating blood cells characterized by a bilobed nucleus generally obscured by abundant basophilic granuoles containing heparin, histamine and other vaso-active compounds involved in the inflamation response. These cells are thought to be functionally analogous to mast cells.

Biópsia [biopsy] Procedimento através do qual, utilizando-se um tipo especial de agulha, é retirado um pequeno pedaço de tecido, para análise e diagnóstico.

Blastocélio [ ] Cavidade da blástula, situada entre a ectoderme e a endoderme. Sinónimo: cavidade de segmentação.

Blastoderme [ ] Conjunto de blastómeros dum blastodisco. 

Blastodisco [ ] Blástula na qual os blastómeros formam um disco flutuando sobre um vitelo não segmentado.

Blastómero [ ] A célula do embrião durante o estadio de segmentação. 

Blastoporo [ ] Espaço entre os blastómeros da blástula que penetra desde o interior do embrião durante a gastrulação. 

Blástula [ ] Embrião que resulta da segmentação dum ovo fecundado.

Bordo estriado [striated border]

Bronquíolo [ ] Divisões mais finas dos brônquios.

C
índice

Camada sub-endocardial [sub endocardial layer] A layer of connective tisue lying between the endocardium and mesocardium of the heart, in which blood vessels and nerves can be found.

Canais de Havers [Haversian canal] 

Cápsula [capsule] Camada de tecido conjuntivo (geralmente denso irregular) que forma a cobertura exterior de muitos órgãos como o baço e os nódulos linfáticos. 

Carcinogénio [] Qualquer substância que produza cancro. 

Carcinoma [] Tumor maligno formado por células epiteliais que infiltram as estruturas vizinhas podendo ocasionar metástases. 

Carcinoma in situ [] Carcinoma incipiente, em que a membrana basal permanece inteira.

Cartilagem epifisária [epiphyseal cartilage] Camada de cartilagem hialina que separa a diáfise e as epífises de um osso imaturo. Ver Placa de crescimento epifisária. 

Cartilagem articular [epiphyseal cartilage] Delgada camada de cartilagem hialina que reveste a superfície articular de um osso.

Catecolaminas [] Designação genérica de compostos encontrados nas terminações nervosas e na glândula supra-renal.

Cavidade medular [medullary cavity] Espaço delimitado pelo cortex de um osso longo. Nos indivíduos jovens é preenchida pela medula óssea vermelha que gradualmente se altera para medula óssea adiposa amarela nos indivíduos idosos. 

Celoma [] Cavidade com conteúdo líquido produzida pela aproximação de lâminas laterais da mesoderme. Sinónimo: Cavidade celómica.  

Célula [] Estrutura mínima organizada que funciona como a unidade que compõe os diferentes órgãos e tecidos dum organismo. É composta basicamente por uma membrana citoplasmática, citoplasma e núcleo. 

Células endoteliais [endothelial cells] Cells of mesenchymal origin which form a basal lamina and create the epithelial-like internal lining of blood vessels and other organ surfaces. 

Células ependimárias [] Ver Neuróglia do sistema nervoso central. 

Células de Goblet [goblet cells] Elongated goblet-shaped cells (usually broader toward the cell apex) which secrete protective mucus found embedded in epithelial tissues. 

Células de Schwann [Schwann cells] Células que circundam os axónios, formando a bainha de mielina. Estão relacionadas com regeneração de fibras nervosas. A região limite entre duas células de Schwann recebe o nome de nódulo de Ranvier. Sinónimo: células de neurilema. 

Células reticulares [Reticular cell] a stellate cell producing reticular fibers, usually found in spongy organs in which a dense meshwork of cells or cellular cords predominates (lymph nodes,spleen,bone marrow). 

Centríolo [centriole] 

Centro germinal [germinal center] in lymphatic tissues, a region in which active proliferation of lymphocytes (usually B cells) is occuring. Usually, this region is situated in the center of a lymph follicle (secondary follicle) comprised of more darkly stained and smaller lymphocytes. 

Cílios [cilia] Filamentos diminutos vibráteis inseridos na superfície livre de uma célula.

Cisto [] Saco contendo líquido, que pode ocorrer em qualquer lugar do corpo.

Citohistopatológico [] Combinação de testes que avaliam o estado patológico da célula (citológicos) ou do tecido (histológicos) empregando observação ao microscópio da forma e arquitectura celulares, com distintas colorações.

Citólise [] Dissolução ou destruição da célula. 

Citologia [citology] Estudo da estrutura e funções celulares.

Citometria de Fluxo [] Método laboratorial utilizado para definir o tamanho, morfologia e outras características de uma população de células.

Citoplasma [cytoplasma] Protoplasma da célula, excluíndo o núcleo.

Citoquímica [] Técnica utilizada em citologia que permite estudar a localização intracelular das diversas substâncias que compõem as células, através de técnicas in situ, nas quais as células são preservadas intactas e as substâncias detectadas por técnicas que dão reacções coradas ou cujo produto é electrodenso; ou extra situm, as quais se baseiam no fraccionamento celular e no estudo dos componentes isolados. No primeiro caso procede-se à execução de preparações definitivas com colorações específicas, no segundo caso recorre-se a outras técnicas laboratoriais, tais como, centrifugação, filtração, com posterior utilização dos produtos obtidos para identificação e quantificação por técnicas de cromatografia, espectrofotometria entre outras.

Coloração [staining] Técnica que permite evidenciar as diferentes estruturas celulares e tissulares. A grande maioria de estruturas celulares e tissulares são transparentes, incolores e com um índice de refração muito próximo, o que dificulta a sua observação. Daí a necessidade da utilização de corantes histológicos que evidenciem tais estruturas. As técnicas procuram associar o carácter básico ou ácido do corante a ser utilizado ao do material a ser evidenciado. Desta maneira cria-se o agrupamento químico responsável pela cor, ou agrupamento cromóforo. As estruturas ricas em agrupamentos básicos, como é o caso das proteínas, são acidófilas, por terem afinidade para corantes ácidos. Por seu lado, as moléculas ácidas como o DNA e o RNA, por exemplo, são estruturas basófilas por terem afinidade por corantes ácidos. Os corantes usados em histologia são substâncias químicas orgânicas que podem classificar-se de acordo com vários critérios. O mais simples baseia-se nos componentes tissulares e celulares. Os corantes podem ser de uso geral, para corar o núcleo ou o citopolasma, ou podem ser mais específicos relativamente a determinados componentes ou estruturas. Deve ser referido que muitos corantes necessitam de métodos especiais de fixação e preparação dos tecidos. Considera-se que os corantes de uso geral podem ser ácidos ou bases mas, de facto, são sais neutros que apresentam radicais ácidos ou básicos. Quando a propriedade tintorial do corante está nos radicais básicos diz-se que o corante é básico e as estruruturas por ele coradas  dizem-se basófilas. Os corantes básicos têm carga positiva. Na maior parte dos casos as substâncias basófilas que atraem os corantes  são, elas mesmas, ácidas, como por exemplo, os ácidos nucleicos do núcleo e os componentes ácidos do citoplasma, como o ácido ribonucleico (RNA). De modo semelhante, quando a propriedade tintorial está nos radicais ácidos falamos de um corante ácido, o qual tem carga negativa. As estruturas ou componentes da célula que coram com os corantes ácidos, como é caso do citoplasma, dizem-se acidófilas. O corante básico de uso mais frequente é a hematoxilina, cuja propriedade colorante depende da presença em solução do produto da sua oxidação, a hemateína. A hematoxilina não cora directamente os tecidos mas necessita de um elemento de ligação (chamado mordente) a estes. Esta tarefa é levada a cabo por um catião metálico como o ferro, o alumínio ou o tungsténio. Existe uma grande variedade de hematoxilinas disponíveis, as quias variam na intensidade e/ou na tonalidade de coloração, baseando-se escolha, parcialmente, no ião metálico usado. Quando se aplica este corante os núcleos aparecem corados de azul. As colorações pelas hematoxilinas podem ser "regressiva" ou "progressivas". Com uma coloração regressiva, as secções são colocadas na solução de hematoxilina durante um determinado período de tempo, após o que são colocadas numa solução ácida-alcoólica, a qual vai remover parte do corante. Este método funciona melhor em  grandes tinas de coloração e os resultados devem ser avaliados dia a dia. Com as colorações progressivas o corante é colocado sobre a secção até a intensidade de coloração pretendida ser atingida. Outros corantes básicos muito utilizados são os corantes básicos de anilina, e incluem o azul de toluidina e o azul de metileno. Estes corantes são também utilizados na identificação de proteoglicanos os quais sofrem uma coloração metacromática, ou seja, apresentam uma cor diferente da do corante utilizado. Parece que as substâncias que apresentam propriedades metacromáticas conseguem concentrar o corante, por acumulação de moléculas do mesmo, cujas propriedades de absorção são diferentes das que apresentam as moléculas individuais do corante. A mucina, a matriz cartilagínea e os grânulos das células adiposas, por exemplo,  são facilmente demonstradas devido à sua coloração metacromática. Outros corantes básicos de anilina de uso frequente são o azul brilhante de cresilo, o vermelho neutro e o verde de Janus, os quais, por não serem tóxicos podem igualmente ser usados em colorações vitais no estudo de tecidos vivos. Os corantes ácidos, usados habitualmente para corar o citoplasma, incluem a eosina, o ácido pícrico, corantes ácidos azóicos, como o cromotropo, e corantes ácidos diazóicos como o azul de trípano e o vermelho de trípano. Estes dois últimos podem também ser usados como corantes vitais. Existe igualmente uma grande quantidade de eosinas as quais variam na tonalidade de coloração. Quando se aplica a eosina, as estruturas citoplasmáticas e as substâncias intercelulares aparecem com uma coloração rosa. A maior parte dos cortes histológicos são corados pela combinação de um corante básico com um corante ácido. A combinação mais frequente é a hematoxilina e eosina (H&E), resultando as estruturas nucleares coradas de azul ou púrpura escuro, e praticamente todas as estruturas citoplasmáticas e as substâncias intercelulares de rosa. Os métodos tricrómicos, como o de Mallor, para tecido conjuntivo, e o de Mallory-Azan, têm a vantagem de diferenciar as estrutruras citoplasmáticas dos materiais intercelulares. O tricrómico de Masson é outro método muito utilizado resultando em fibras do tecido conjuntivo coradas de verde, as estruturas citoplasmáticas de vermelho e os núcleos de azul ou de púrpura. Embora não haja corantes verdadeiramente específcios para o colagénio, este demonstra-se melhor com os corantes ácidos de anilina dos métodos tricrómicos. As fibras elásticas, por seu lado, apresentam uma intensa acidofilia e podem ser coradas de forma selectiva com orceína ou com resorcina. Por outro lado, as fibras reticulares podem evidenciar-se de modo específico através da precipitação de prata duma solução alcalina. Deve ainda ser referido que para evidenciar alguns constituintes das células e as fibras extracelulares são necessários métodos especiais e que um método de coloração apenas pode não ser suficiente par demonstrar tudo a quilo que se encontra num corte histológico. Ver Histoquímica.

Condrócitos [chondrocytes] Células da cartilagem.

Condróide [chondroid]

Conjuntivo [connective] Um dos 4 tecidos básicos, composto por células e elementos intercelulares. Estes, por sua vez, são constituídos por fibras e por outro componente que é a substância intercelular amorfa. A matriz é a reunião das fibras com a substância intercelular amorfa. O tecido conjuntivo é, pois, caracterizado pela sua matriz fibrosa e por células sobre a matriz, em pequena proporção relativa. O tecido conjuntivo penetra em quase todos os tecidos e órgãos, ligando umas partes com outras e separando grupos de células. Encontramo-lo como tecido de enchimento, sob a pele, entre os músculos e ao longo dos nervos e vasos sanguíneos. Funciona também como depósito de substâncias de reserva, nomeadamente gordura. Conforme a maior ou menor predominância de fibras e diferentes tipos de células, disposição destas e outros factores, podemos classificar o tecido conjuntivo em: tecido conjuntivo laxo, difuso ou areolar, tecido conjuntivo denso ou denso fibroso, tecido conjuntivo denso de estrutura regular ou tendinoso, tecido reticular e tecido adiposo. Como tecidos conjuntivos especializados temos a cartilagem e o osso, os quais têm em comum o facto de serem constituídos pelos mesmos três elementos: células, fibras e substância intersticial. Por vezes são classificados como tecidos conjuntivos de suporte (a sua função, contudo, vai muito além desta função). Conforme as características que apresenta  a substância intersticial e de acordo com a função desempenhada, podemos considerar os seguintes tipos de cartilagem: hialina, elástica e fibrosa. Por seu lado, o osso é formado por células de vários tipos e uma matriz intercelular mineralizada. O sangue pode igualmente ser considerado uma variedade de tecido conjuntivo, consistindo de três componentes: células, substância intersticial e fibras. A substância intersticial é fluida e as fibras surgem apenas quando o sangue coagula. Alguns autores consideram o sangue um tecido especial, outros ainda, vêem-no apenas como um líquido orgânico de transporte de matérias nutritivas e de desassimilação.

Cólon [] Intestino grosso.

Contagem sanguínea [] Avaliação do número de células vermelhas, brancas e plaquetas numa simples amostra de sangue.

Corda [Cord] any finger or string-like grouping of cells usually supported by a reticular meshwork and readily distingushable from its surroundings.

Cordoblasto [] Ver Cordoderme.

Cordoderme [] Território embrionário próprio dos cordados (procordados e vertebrados) situado abaixo do tubo neural. Centro organizador do tubo neural nos primeros estadios de desenvolvimento deste grupo animal pela sua acção inductora sobre a ectoderme e a mesoderme. Sinónimos: notocorda e cordoblasto.

Corte [] Técnica que consiste em cortar o material biológico com a espessura adequada para obervação no microscópio. O corte é efctuado através de equipamentos designados por micrótomos para a microscopia óptica e por ultramicrótomos para a microscopia electrónica, os quais estão equipados com navalhas de aço e de vidro ou diamante respectivamente. Esta diferença tem a ver com a espessura dos cortes, que se situa entre os 5 e 8 µm para os cortes a observar ao microscópio óptico, e entre os 0,02 a 0,1 µm para o microscópio electrónico.

Córtex [cortex] Qualquer camada celular periférica de um órgão ou estrutura, como por exemplo o paracortex dos nódulos linfático ou o cortex cerebral. Refere-se igualmente ao osso compacto que forma o eixo de um osso longo.

Córtex renal [] Parte externa do rim. A parte central do rim é chamada de medular.

Criptas [crypts] Invaginações em forma de dedo ou bolsas que aparecem na superfície do estômago.

Crista neural [] Grupos de células de ambos os lados do tubo neural, que irão originar os futuros gânglios nervosos.

Cromatina [] Porção do núcleo celular corável pela hematoxilina. Aparece sob forma granular ou barras na rede cromática.

Cromossoma [] Estrutura localizada no núcleo das células, composta de uma fita de DNA muito longa, associado a proteína, e que transporta toda a informação genética das caraterísticas hereditárias de um organismo.

D
índice

Desidratação [dehydratation] Ver Inclusão.

Desmossomas [desmosome]

Diáfise [diaphysis] Eixo cilíndrico de um osso longo situado entre as duas epífises.

Diafragma [] Músculo responsável pela respiração e que separa a cavidade abdominal da torácica.

Diferenciação [] Processo através do qual a célula ou tecido adquire suas características individuais e especificidade absoluta.

Discardiose [] Alteração da célula, na qual as anomalías do núcleo consistem em aumento de tamanho, hipercromatismo, bi-nucleação ou multinucleação, etc, enquanto o citoplasma se conserva inalterado.

Discos intercalares []

Displasia [] Disturbio de desenvolvimento. Alteração da forma, tamanho e orientação de células epiteliais.

Distal [] O que fica na região final.

Divertículos uretrais [] Formação na parede interna da uretra em forma de saco que acumula partículas. 

DNA [] Ácido desoxirribonucleico, do inglês DesoxiriboNucleic Acid, um dos ácidos nucleicos das células que entram na constituição do material genético da grande maioria dos organismos vivos. 

DNA Genómico [] Molécula de ácido nucléico de cadeia dupla, composto de quatro bases azotadas. O DNA genómico é encontrado no núcleo das células, sob forma de cromossomas. Todas as nossas características físicas também são guardadas no DNA genómico. 

Ducto biliar [] Canal que leva a bílis para o intestino. 

Ducto pancreático [] Canal que leva o suco pancreático para o intestino.

E
índice

Ectasia [] Dilatação de uma estrutura tubular. 

Ectoblasto [] A folha externa da gástrula tridérmica dos vertebrados. Sinónimo: ectoderme.

Ectoderme [ectoderm] A folha externa da gástrula tridérmica dos vertebrados. Sinónimo: ectoblasto. Epitélios de revestimento externos (epiderme, boca, fossas nasais, ânus).

Edema [] Acumulação excessiva num espaço intersticial. 

Eferente [efferent] Termo descritivo aplicado aos vasos (sanguíneos ou linfáticos) que saiem dum órgão ou duma estrutura. Ver Aferente.

Endoblasto [] A folha interna da gástrula tridérmica dos vertebrados. Sinónimos: endoderme, entoderme, hipoblasto.

Endocárdio [endocardium] most interior endothelial lining of the heart.

Endoderme [] A folha interna da gástrula tridérmica dos vertebrados. Sinónimos: endoblasto, entoderme, hipoblasto. Epitélio de revestimento do tubo digestivo, do fígado e do pâncreas.

Endógenos [] Factores internos. 

Endométrio [] Mucosa que reveste o útero internamente. 

Endomísio []

Endósteo [endosteum] Membrana fibrosa de células osteogénicas que forra a cavidade medular e os canais de Havers.

Endotélio [endothelium] A simple squamous epithelial layer lining the interior lumen of blood and lymph vessel.

Endovenoso []

Enzimas [enzymes] Substâncias orgânicas, presentes em todos os organismos animais e vegetais, que são capazes de catalizar as reações químicas e bioquímicas. As enzimas são fundamentais em todos os processos vitais, como é o caso da digestão, por exemplo.

Eosinófilos [eosinophil] A granular leucocyte containing a bilobed nucleus and numerous eosinophilic granuoles. EM microscopy shows that eosinophil granuoles contain a semi-crystaline core called a crystalloid. These cells are thought to play a role in down regulating the inflamation reponse by degrading histamine but may also directly attack some parasitic organisms.

Epibolia [] Movimento de recobrimento efectuado por um território embrionário durante a gastrulação.

Epicárdio [epicardium] Outer serous covering of the heart consisting of a simple squamous epithelim (mesothelium) and supporting connective tissue.

Epiderme [] Porção do epitélio que reveste os organismos, tanto externa quanto internamente. 

Epidermóide [] Relativo a epitélio. Pertencente ao epitélio escamoso estratificado. Um tumor epidermóide, por exemplo, é um tumor que se origina no epitélio.

Epidídimo [epididymus]

Epífise [epiphysis] Extremidade de um osso longo.

Epimísio []

Epitélio [epithelium] Tecido que cobre a superfície do corpo, reveste cavidades ou canais e toma parte da formação de glândulas. É constituído por células mais ou menos poliédricas que se encontram adjacentes, isto é, as membranas em contacto íntimo, sem que haja aparentemente qualquer tipo de substância intersticial ou fundamental entre elas. O tecido epitelial pode ser subdividido em tecido epitelial de revestimento e tecido epitelial glandular. Neste tipo de tecido as células epiteliais encontram-se organizadas muito próximas umas das outras, constituindo os epitélios, que participam: do revestimento de superfícies, como pele, ou do revestimento do intestino e ductos, separando o meio interno do meio externo; como unidades funcionais das glândulas. As células de um tecido epitelial são mantidas em íntimo contato por uma pequena quantidade de material intercelular e por funções celulares. Quase todas as células epiteliais estão situadas sobre uma membrana basal, rica em glicoproteínas e serve para ancorar as células epiteliais ao tecido subjacente. O tecido epitelial é classificado de acordo com o número de camadas de células e pela forma das células da sua camada superficial. Pode originar-se dos 3 folhetos embrionários.

Epitélio cilíndrico []

Epitélio colunar [columnar epithelium] Simple epithelium or stratified epithelium (rarely) in which cells are taller than wide, usually with a basally located nucleus.

Epitélio cuboidal [cuboidal epithelium] Simple epithelium or stratified epithelium (rarely) in which cells are as wide as they are tall, with a centrally located nucleus.

Epitélio de transição [transitional epithelium]

Epitélio escamoso [squamous epithelium]

Epitélio estratificado [stratified epithelium]

Epitélio pavimentoso []

Epitélio pseudoestratificado [Pesudostratified epithelium]

Epitélio queratinizado [keratinizing epithelium]

Epitélio simples [simple epithelium] Epithelial tissue comprised of a single layer of cells, commonly found lining absorptive surfaces, but not in areas subject to abrasion. 

Eritrócito [erythrocyte] Red blood cell characterized by complete lack of a nucleus and other intracellular organelles and a biconcave morphology.

Esófago [esophagus]

Espermatogénese [] Processo de formação dos espermatozóides.

Espermatozóide [] Gâmeta masculino dos animais.

Espícula [spicule] a small spike or needle shaped body, often bone.

Esponjosa primária []

Esponjosa secundária []

Esqueleto cardíaco [Cardiac skeleton] Estrutura esquelética fibrosa de tecido conjuntivo denso que suporta o coração e que and giving rise to the cardiac valves.

Estratificação [] Distribuição das células nas diferentes camadas do epitélio, de forma organizada, que permite classificar o tipo de epitélio e os seus níveis de diferenciação. 

Estroma []

Eucromatina [euchromatin] Unfolded DNA which is transcriptionally active and stains much more lightly than heterochromatin.

E.V. Abreviatura de endovenoso (dentro da veia). Ver Endovenoso

Exame Histopatológico [] Exame microscópico do tecido para diagnosticar patologias. Exógenos [] Factores externos. 

Exudado [] Matéria mais ou menos líquida que se encontra nos processos inflamatórios, formada por plasma, células inflamatórias, leucócitos e detritos celulares.

F
índice

 Fagócito [phagocyte] Célula com capacidade fagocitária. 

Fagossoma [phagosome] An intracellular organelle found in phagocytotic cells formed when foreign material is engulfed (endocytosis). Such primary phagosomes fuse with lysosomes, forming secondary phagosomes.

Fecundação [] Fusão de um gâmeta masculino com um gâmeta feminino que produz um célula com novas propiedades: o zigoto.

Feixe atrioventricular de His [atrioventricular bundle of His] Feixe de de fibras de Purkinje que transportam os sinais de despolarização a partir do nódulo atrioventricular.

Feto [fetus] Embrião que tem o aspecto geral do organismo maduro.

Fibras de Purkinje [Purkinje fibers] Specialized cardiac muscle cells responsible for efficient electrical stimulation of the heart during contraction. The cells are larger in diameter than normal cardiac muscle cells and have fewer myofibrils.

Fibras reticulares [reticular fiber]

Fixação [fixation] Processo de preservação dos componentes estruturais dos tecidos. A maior parte dos tecidos não pode ser observada in vivo. Devido a esse fato, eles devem ser submetidos a processos de fixação para que suas estruturas morfológicas se mantenham preservadas. Vários processos degenerativos de autólise celular, denominados degeneração post-mortem, ocorrem logo após a morte dos tecidos. A fixação é a primeira etapa para a obtenção de uma preparação citológica permanente e tem as seguintes finalidades: (i) evitar a autólise, que é a destruição da célula pelas suas próprias enzimas; (ii) impedir a actividade e a proliferação de bactérias; (iii) endurecer as células, para que possam resistir melhor ás etapas seguintes da técnica citológica; (iv) aumentar a afinidade das estruturas celulares pelos corantes citológicos, tornando-as assim mais facilmente coráveis. Para evitar a autólise que se inicia logo após a morte dos tecidos e a própria digestão do material por bactérias, devem empregar-se substâncias que, ao ligarem-se aos principais componentes estruturais do tecido (geralmente proteínas), mantenham a estrutura do material a ser estudado. As substâncias que executam o processo de fixação são chamadas fixadores. A fixação pode ser realizada por agentes físicos, como o calor, que é muito utilizado para as fixações de bactérias e leveduras. O outro método consiste na utilização de agentes químicos. Nos diferentes métodos de fixação devemos distinguir entre fixação de material biológico para observação ao microscópio óptico e fixação para microscopia electrónica, dado que a capacidade de resolução em microscopia óptica não vai além da estrutura celular, enquanto a microscopia electrónica consegue mostrar imagens ao nível da ultraestrutura celular. O mecanismo de ação dos fixadores é pouco conhecido. Alguns fixadores precipitam as proteínas, como o cloreto de mercúrio e o ácido pícrico, enquanto outros apenas provocam a sua coagulação, como o aldeído fórmico, o tetróxido de ósmio e o ácido glutárico ou glutaraldeído. Substâncias como o formol e o aldeído glutárico fixam as células por se combinarem com os grupos amínicos das proteínas, estabelecendo pontes entre aminoácidos da mesma cadeia polipetídica ou de cadeias polipeptídicas diferentes. Por seu lado, o aldeído glutárico possui um agrupamento aldeídico em cada extremidade da sua molécula, sendo capaz de estabelecer pontes entre as unidades proteicas (monómeros) cuja associação constitui a estrutura quaternária da proteína. O  principal fixador utilizado em microscopia óptica é o formol, sendo ainda muit utilizada a solução de Bouin. Por seu lado, os fixadores mais utilizados em microscopia electrónica são o tetróxido de ósmio e o glutaraldeído uma vez que coagulam as proteínas, causando modificações mínimas na ultraestrutura celular. Cada um dos fixadores químicos apresenta vantagens e desvantagens, pelo que foram elaboradas misturas fixadoras, que contêm proporções variáveis dos fixadores simples, com a finalidade de compensar as deficiências de cada um deles. Geralmente a solução do fixador simples, ou a mistura fixadora, contem outras substâncias que visam proporcionar pH e pressão osmótica adequados à fixação.

Fixadores [fixative] Substâncias que executam o processo de fixação. Ver Fixação.

Folículo [follicle] Agregado de células linfáticas. Pode igualmente referir-se a uma pequena cavidade secretora ou saco (acino).

Folículo primário [primary follicle] an organized mass of lymphatic cells found in the outer cortex of a lymph node lacking a germinal center.

Folículo secundário [secondary follicle] In lymph nodes, an organized mass of lymphatic cells found in the outer cortex in which active production of lymphocytes (B cells) occurs in the central region of the follicle. This germinal center is characterized by large, lightly stained cells as compared to the surrounding lymphocytes.

G
índice

Gânglios [] Massa de tecido linfático (que drena a linfa, líquido recolhido nos tecidos).

Gânglios linfáticos [] Conjunto de tecido que participa na defesa do organismo.

Gástrula [] Embrião que se forma durante o processo de gastrulação. Ver Gastrulação.

Gastrulação [] Estadio da embriogénese, caracterizado por um conjunto de movimentos dos territorios embrionarios.

Gema [] Conjunto de placas vitelinas. Sinónimo: vitelo.

Genes [] Sequência funcional do DNA genómico que, de maneira contínua ou interrompida, transporta as informações necessárias para determinar a estrutura primária das proteínas. 

Genoma [] O conjunto completo de factores hereditários, como os contidos nos cromossomos.

Glândulas [glands] Células simples ou grupos de células especializadas na secrecção. Todas as glândulas arise in early desenvolvimento dos epitélios de revestimento. As glândulas exócrinas keep a sua ligação com o epitélio na forma de ductos. Por seu lado, as glândulas endócrinas (sem ductos) perdem a sua ligação com a superfície e libertam as suas secrecções na corrente sanguínea.

Glândula supra-renal [] Orgão destinado a produzir hormonas. São em número de duas, localizadas bilateralmente acima dos rins.

Glioma [] Tumor do tecido nervoso (neuroglia) em qualquer estágio de desenvolvimento. O termo é também usado como abrangente, incluindo todos os tumores primários do cérebro e espinal medula (astrocitoma, ependimoma, neurocitoma, etc).

Gónada [] Termo que designa os órgãos produtores de gâmetas nos animales. Sinónimo: Glândulas genitais.

Granuloma [] Termo indefinido aplicado a lesões inflamatórias, nodulares em geral pequenas e granulares, firmes e persistentes.

Grânulo secretor [secretory granule]

H
índice

H&E [H&E] A principal técnica de coloração de tecidos para o estudo de Histologia básica é a técnica da H&E (Hematoxilina-Eosina). Através desta técnica, podemos diferenciar porções basófilas e acidófilas do tecido estudado. A hematoxilina é basófila, ou seja, tem afinidade por substânicas básicas. Sendo assim, ela costuma corar os núcleo e o retículo endoplasmático rugoso, locais onde há grande quantidade de proteínas (básicas pelo seu grupamento amina). Por seu lado, a eosina é acidófila, tendo afinidade pelo citoplasma, fibras colágenas e outras substânicias ácidas das células. 

Hematopoietico, Tecido [] Tecido responsável pela formação de todos os elementos do sangue.

Heterocromatina [heterochromatin] Highly condensed DNA thought to be transcriptionally innactive.

Hibridização [] Técnica que permite a identificação de sequências génicas através do princípio da complementariedade de nucleótidos do DNA e RNA. Requere o uso de sondas moleculares, podendo ser sequências completas de genes conhecidos ou fragmentos de DNA, que rastrearão a presença de tal gene no material biológico em teste. Estas sondas devem ser marcadas de alguma forma, para permitir a visualização do híbrido, podendo ser um produto colorido ou que emite luz. 

Hibridização in situ [] Técnica de hibridização molecular realizada em cortes de tecidos ou esfregaços celulares fixados em lâminas de vidro, permitindo a identificação de genes específicos, directamente sobre a célula ou tecido infectados. 

Hidrocefalia [] Condição anormal causada por acumulação de líquido cefalorraquidiano dentro do crâneo. 

Hilo [hilum] A pit or recess in an organ, usually for entry and exit of blood or lymphatic vessels.

Hilo renal [] Região anatômica onde chegam os vasos sanguíneos ao rim (arteria e veia renal). 

Hipoblasto []  A folha interna da gástrula tridérmica dos vertebrados. Sinónimos: endoblasto, entoderme, endoderme.

Hiperplasia [] Aumento do tecido devido ao aumento do número de células. 

Hiperplasia nodular focal [] Tumor benigno não sangra e não apresenta transformação maligna, geralmente não necessita de cirurgia, pode ser confundido com adenoma hepatocelular. 

Hipertrofia [] Aumento do tecido devido ao aumento da célula.

Hiperqueratosis [] Existência de uma capa espessa de queratina na superfície da camada de Malpighi.

Hipófise [] Glândula localizada no interior do cérebro, responsável pela produção de hormônios que regulam as demais glândulas.

Hipogástrico [] Região situada abaixo da cicatriz umbilical.

Hipoglicemia [] Diminuição do açúcar no sangue.

Hipotálamo [] Estrutura localizada no diencéfalo relacionada com a emoção e o comportamento.

Histiócito [] Célula do sistema retinoendotelial, cuja função principal é englobar particulas estranhas (fagocitose).

Histologia [histology] Estudo dos tecidos, sua formação, estrutura e função (do grego, hydton, tecido + logos, estudos).

Histopatologia [histopathology]

Histoquímica [] Processos de coloração permitem a observação dos componentes dos tecidos devido ao contraste que produzem ao ligarem-se distintamente a eles. O princípio básico da histoquímica é a localização de determinados compostos químicos a partir de técnicas de preparação. A observação da presença destes compostos nas células pode auxiliar muito na determinação das características celulares. Para que os métodos histoquímicos obtenham sucesso, são necessários alguns requisitos básicos: o produto da reação histoquímica deve ser insolúvel e não-difusível, para que a determinação de sua localização seja precisa. Também é importante que o método utilizado seja específico para a substância ou grupo químico que está sendo analisado, para que não ocorram conclusões equivocadas. Ver Localização de...

Holoblástica (segmentação) [] Tipo de segmentação com celularização completa. Antónimo: Meroblástica

Holócrino [holocrinous] Modo de secrecção em que o produto de secrecção fills cell; dá-se a lise da célula libertando a secrecção no ducto (ex: glândula sebácea)

Hormona [] Substâncias que exercem uma função reguladora no organismo.

I
 índice

Íleo [ileum]

Ilhotas pancreáticas [] Células do pâncreas que produzem insulina e glucagon

Impregnação []

Imunocitoquímica [ ] Técnica utilizada em histologia que permite o estudo da localização intracelular de proteínas específicas, sendo esta técnica muito superior às técnicas de identificação de proteínas baseadas na evidenciação de aminoácidos. Esta técnicas baseia-se na reacção antigene-anticorpo.

Inclusão [] Técnica que se destina a proteger as estruturas biológicas depois de fixadas e que, ao solidificarem no seu interior, permitem o corte dessas estruturas com a espessura adequada para observação por microscopia. As substâncias de inclusão (parafinas, resinas do tipo epoxi, etc) não são miscíveis em água, o que significa que o material biológico tem, necessariamente, de ser desidratado, isto é, tem de lhe ser retirada a água. A esta fase chama-se a fase de desidratação e é geralmente efectuada substituindo a água dos tecidos por alcool, este já miscível. Para a sua execução recorre-se à passagem do material biológico por sucessivas concentrações crescentes de alcool até uma concentração final de 95 a 99%. Quando se utilizam resinas é também frequente efectuar-se uma infiltração, substituindo o alcool por uma mistura da resina de inclusão. Após estas operações, procede-se à inclusão do material biológico. Este termo refere-se ainda à existência de partículas estranhas ou anormais numa célula (no citoplasma ou no núcleo).

Infiltração [] Ver Inclusão.

Íntima [intima] Ver Túnica íntima.

Intravenoso [] É a administração de uma droga ou outra substância fluida diretamente dentro da veia, na circulação snagüínea. O seu efeito é imediato.

J
índice

 Jejuno [jejunum]

K
índice

L
índice

Larva [] Estadio embrionario libre, capaz de vivir de manera independiente de aspecto muy diferente de las células del animal adulto.

Leiomiossarcoma [] Tumor maligno derivado (que se forma...) nas fibras musculares lisas.

Lesão precusora [] Lesões que podem preceder ao aparecimento do tumor maligno, mais precisamente do câncer invasivo.

Leucemia [] Doença maligna devida à proliferação desordenada de leucócitos e seus precursores no sangue e medula óssea. Há vários tipos de leucemia de acordo com o tipo predominante das células e seu grau de diferenciação.

Leucócito [] Células brancas do sangue; Tipo de célula formado nas porções mielopoiética, linfóide e reticular do sistema reticuloendotelial em diversas partes do corpo, e normalmente presente nesses locais e no sangue circulante (raramente em outros tecidos).

Leucopenia [] Diminuição na contagem de glóbulos brancos (leucócitos). Queda do número de células de defesa do sangue abaixo do normal.

Linfa [] Líquido praticamente incolor, que banha as células do organismo, e move-se através dos vasos linfáticos. Pode ser um "veículo" de transporte para células cancerosas.

Linfoma [] Nome genérico para as doenças devidas à proliferação desordenada das células do tecido linfóide. Os linfomas são divididos em várias categorias de acordo com o tipo predominante de células e seu grau de diferenciação.

Linfonodo Gânglios. [] A principal fonte de linfocitos para o sangue periférico e, como parte do sistema reticuloendotelial servem como mecanismos de defesa do corpo contra agentes nocívos tais como bactérias e toxinas.

Líquido cefalorraqueano [] Líquido biológico que envolve o sistema nervoso.

Lâmina basal [basal lamina]

Lâmina elástica interna [internal elastic lamina] A layer of elastic fibers lying just under the endothelial cell layer of arteries and arterioloes.

Leucócito [leucocyte] Any nucleated (white) blood cell . Can be further divided into granular leucocytes and agranular leucocytes.

Leucócito agranular [agranular leucocyte] white blood cells which lack visible cytoplasmic granules.

Leucócito granular [granular leucocyte] white blood cells containing prominent cytoplasmic granules and a single, multilobed nucleus. (neutrophils,eosinophils,basophils).

Linfócito [lymphocyte] Small white blood cells containing little cytoplasm and compact nuclei. Can be further divided into B-cells and T-cells.

Localização de ácidos nucléicos [] A localização dos ácido nucléicos baseia-se no método de Feulgen. Neste método, o DNA reage com uma solução de ácido clorídrico, que retira as bases púricas e forma grupos aldeídos na desoxirribose. Então, é adicionado o reactivo de Schiff (fucsina básica descorada pelo anidrido sulfuroso) que se combina com os radicais aldeído para formar um composto insolúvel e vermelho. Esse método possui uma proporcionalidade entre a intensidade da coloração e o teor de DNA, de modo que zonas mais coradas possuem maior teor de DNA. Por seu lado, o RNA pode ser identificado porque possui alta basofilia (afinidade com corantes básicos). Porém, como em determinados tecidos existem outras substâncias de natureza basófila, é necessário um procedimento adicional, caso se deseje localizar apenas o RNA: devem-se preparar duas lâminas, uma contendo a enzima ribonuclease e outra sem esta enzima. Esta enzima digerirá o RNA presente na lâmina. Então, coram-se as duas lâminas com um corante basófilo. Fazendo-se a substração das duas imagens, perceber-se-ão os locais onde previamente havia RNA.

Localização de lípidos [lipid localization] Para a localização de lípidos, são utilizados corantes que possuem alto grau de dissolução em gorduras. Os corantes, misturados com uma solução alcoólica saturada pela qual possuem baixo grau de dissociação, são colocados em contacto com o tecido e então transferem-se da solução alcoólica para os lípidos. Os principais exemplos de corantes específicos para lipídios são o Sudão IV e o Negro do Sudão

Localização de polissacarídeos [] A presença de polissacarídeos pode ser determinada pela técnica do PAS (Periodic Acid-Schiff). O ácido periódico oxida os grupos 1-2 glicol, produzindo aldeídos. Estes aldeídos reagirão com a fucsina descorada, chamada de reactivo de Schiff, dando um composto de adição, violeta e insolúvel. Através desta técnica é possível visualizar polissacarídeos simples ou associados a proteínas, sendo muito utilizada nas lâminas de fígado (acumulação de glicogénio), de estômago (camada de revestimento de mucopolissacarídeos, modernamente chamados de glicosaminoglicanos) e de cartilagem hialina (glicosaminoglicanos pertencentes aos proteoglicanos da matriz).

Lumen [lumen] The interior space enclosed by a tube such as a blood vessel.

M
 índice

Marcadores Tumorais [] Substâncias produzidas principalmente por tumores e liberadas na circulação, cuja dosagem quantitativa, pode dar indícios da situação do tumor. Não faz o diagnóstico de câncer. É um indicativo da progressão do tumor.

Mastócito [] Célula granular do tecido conjuntivo, contém granulos grosseiros, basófilos e metacromáticos; acredita-se que contenham heparina w histamina.

Melanócito [] É a célula responsável pela fabricação do pigmento (melanina).

Metáfise [] Região anatômica correspondente à porção média dos ossos longos (as extremidades são denomidadas epífises).

Metástase [] A presença de câncer em outros tecidos ou órgãos à distância do tumor primário. A metástase é uma característica de todos os cânceres. Se dá através do sistema circulatório (sanguíneo e linfático). Na cavidade do abdômen e tórax acontece através da implantação das células tumorais.

Mielina, bainha de [] Iinvólucro lipídico que actua como isolante térmico e facilita a transmissão do impulso nervoso.

Mielinização [] Processo de desenvolvimento normal que ocorre no sistema nervoso central principalmente nos primeiros anos de vida.

Mielotóxicos [] Que produzem efeitos sobre a produção das células da medula óssea (Redução)

Miopatia [] Qualquer doença muscular.

Morbidade [] Capacidade de causar danos.

Mucosa [] Epitélio (tecido) de revestimento interno; diferente de pele que é o revestimento externo do corpo. Ex: pele do rosto, mucosa da cavidade oral (dentro da boca).

Mucosite [] Inflamação das mucosas.

Mutação [] Alterações que podem ocorrer nas moléculas de DNA que determinam a mudança de uma determinada base nitrogenada. Caso esta alteração de base ocorra dentro da sequência que carrega a informação genética (gene), esta mutação poderá determinar uma mudança de aminoácido na proteína codificada. Esta mudança de aminoácido na proteína poderá determinar alterações funcionais na proteína (maior ou menor actividade metabólica ou mesmo a perda da função).

Macrófago [macrophage] A large phagocytotic cell, not a leucocyte, often with slightly eosinophilic cytosplasm. Function primarily in engulfing cellular debris formed as a consequence of wounding, aging and infection.

Matriz [matrix]

Média [media] Ver tunica media.

Meiosis [] Conjunto de dos divisiones celulares sucesivas que tienen por misión producir cuatro células haploides a partir de una diploide.

Membrana de fecundación [] Membrana acelular que se forma alrededor del óvulo durante el curso de la fecundación. Sinónimo: Membrana vitelina.

Membrana pelúcida [] Membrana acelular entorno al óvulo de los mamíferos.

Membrana vitelina [] Membrana acelular que se forma em redor do ovo durante o decurso da fecundação. Sinónimo: Membrana de fecundação.

Mesoderme [] Folha media das gástrulas tridérmicas.

Meroblástica (segmentação) [] Tipo de segmentação com celularização parcial. Antónimo: Holoblástica.

Mórula [] Embrião em via de segmentação, cujo aspecto é semelhante a uma pequena amora. 

Miótomo [] Región del somita destinado a diferenciarse en músculo estriado.

Mitosis [] División celular en la que a partir de una célula inicial, se originan dos células hijas iguales a la madre.

Medula óssea [bone marrow] Osso esponjoso encontrado no interior dos ossos longos adultos e o local de formação das células sanguíneas adultas (hematopoiese), incluindo os eritrócitos, granulócitos, linfócitos, monócitos e plaquetas. A medula óssea pode ser a medula vermelha (formação activa de sangue) ou a medula amarela constituída essencialmente por células adiposas.

Megacariócito [megakaryocyte] A giant cell containing (usually) a single polyploid nucleus. The multilobed nucleus often appears to be several independent nuclei, making discrimination of these cells from osteoclasts somewhat difficult. The cell cytoplasm is somewhat granular. Megakaryoctyes are found in bone marrow where they give rise to platelets by budding.

Membrana basal [basement membrane] Membrana basal [] É uma especialização de elementos da matriz extracelular constituída por glicoproteínas, glicosaminoglicanas e proteínas, atuando como uma interface entre células parenquimatosas e os tecidos de sustentação, e existindo abaixo da superfície basal de todos os epitélios. Morfologicamente, a membrana basal é constituída por: (i) lâmina basal, que apresenta cinco componentes principais (colágeno tipo IV, laminina, sulfato de heparina entactina e fibronectina) e (ii) lâmina fibroreticular, formada por pequenos feixes de fibras reticulares.

Merócrino [merocrine] Modo de secrecção em que o produto de secrecção sai da células por exocitose; não há perda de citoplasma (ex: pâncreas).

Mesênquima []

Mesentério [mesentery]

Mesoderme [] endotélio (vasos sangüíneos e linfáticos) e mesotélio (revestimento de serosas).

Metacromasia [] Capacidade que certas substânicias têm de alterar a cor original do corante pelo qual foram coradas.

Metáfise [metaphysis]

Microgliócitos [] Ver Neuróglia do sistema nervoso central.

Microvilosidades [microvilli]

Miocárdio [myocardium] The thickened layer of cardiac muscle found between the heart endocardium and epicardium.

Montagem [] Última etapa de execução de uma preparação definitiva para a microscopia óptica e que consiste na colocação do material biológico que foi fixado, desidratado, incluído, cortado e corado, entre uma lâmina e lamela por forma a que fique preservado sem sofrer alterações ao longo do tempo. Para isso torna-se necessário proceder ao isolamento do material, recorrendo-se a substâncias que permitem evitar o seu contacto com o ar. Uma forma prática de realizar esta operação é utilizar substâncias viscosas que solidificam em contacto com o ar e sem alteração de coloração. São os chamados meios de montagem, como por exemplo o bálsamo do canadá ou o entellan. No caso da microscopia electrónica esta fase não existe uma vez que o material após ser contrastado é observado de imediato e fotografado, sendo as fotografias o registo definitivo das estruturas biológicas em estudo. Todo este processo de execução de uma preparação definitiva é algo demorado, de um a vários dias.

Monócito [monocyte] Largest white blood cell containing a large eccentric nucleus, usually with a noticeable indentation, and pale cytoplasm. Monocytes are thought to become macrophages when they migrate into surrounding connective tissue.

Muco [mucus]

Mucoso [mucous] Produto de secrecção espesso (muco) com elevado conteúdo de glicoproteínas glicosiladas (ex: glândula sub-lingual)

Muscular [muscular] Um dos 4 tecidos básicos, composto de células que possuem a propriedade da contractilidade desenvolvida ao mais elevado nível, sendo essa a sua principal função, senão mesmo exclusiva. As células que constituem o tecido muscular são longas, contêm filamentos citoplasmáticos e estão relativamente juntas. O tecido muscular está ligado à totalidade das manifestações da vida animal, não só aos movimentos do corpo, mas também a funções essenciais como a respiração, a contracção do coração, movimentos viscerais, etc. Pode ser liso, estriado esquelético e estriado cardíaco.

Músculo cardíaco [cardiac muscle] Specialized heart muscles characterized by the presence of striated myofibrils, but differing from skeletal muscle in that myofibers contain internal nuclei, are branched, and are joined together at their ends by electron dense intercalated discs.

Músculo papilar [papillary muscle] Cardiac muscles attatched to the ventricular surface of atrialventricular valves via connective tissue bands called chordae tendinae. They function to stabilize the heart valves during contraction of the ventricle.

N
índice

 Néfron [] Unidade funcional do rim. O sangue é filtrado no néfron, a maioria das substâncias é reabsorvida e retorna ao sangue e o restante é eliminado através da urina.

Neoplasia [] Qualquer crescimento anormal no corpo humano. Conforme suas características clínicas e microscópicas, as neoplasias são divididas em dois (2) grupos: neoplasias (tumores) malignas e neoplasias benignas. Somente a neoplasia/tumor maligno é chamado de câncer.

Neuroblastoma [] Tumor maligno derivado (que se forma...) das células neuroblásticas. São mais freqüentes na medula da glândula suprarenal, podendo também ocorrer no mediastino posterior ou em outras regiões onde exista tecido nervoso do sistema simpático.

Neutropenia [] Queda do número de neutrófilos (um dos tipos de célula de defesa) do snague abaixo do normal.

Núcleo [] Parte da célula onde está o DNA genômico, e onde ocorre a síntese do RNA. Corpúsculo esférico que constitui a parte essencial da célula.

Nucletídeos [] Unidades constituintes dos ácidos nucleicos (DNA, RNA) que compõem o material genético de todos os seres. Estas moléculas são formadas por cadeias muito longas de 4 unidades (nucleotideos de adenina (A), citosina (C), guanina (G) e timidina (T) para o DNA; A-C-G e U (uracila) para o RNA que se repetem em seqüências muito especifícas, compondo o material genético de cada organismo.

Nucléolo [] Corpo esféroci contido dentro de um núcleo de célula.

Neutrófilo [neutrophil] Most prevalent white blood cell. Characterized by a highly lobulated nucleus, with 4 lobes being typical. A small barr body is found in females and represents a condensed innactive X chromosome. Neutrophils are highly phagocytic and represent the body's first line of defense against bacterial invasion. Although not readily apparent, the cytoplasm contains numerous granules, making neutrophils one of the granular leucocytes.

Nó de Ranvier [Ranvier node] Região de descontinuidade da bainha de mielina entre uma célula de Schwann e que microscopicamente se traduz na existência de uma constrição (estrangulamento)

Nódulo atrioventricular [atrioventricular node] A group of highly conductive cardiac muscle cells found in the right atrium which convey depolarization signals from the sinoatrial node to the rest of the heart.

Nódulo linfático [lymph node] Bean-shaped immune system organ forming a site of lymphatic filtration. Grossly comprised of a capsule, cortex and medulla. Underlyingthe capsule is the subcapsulary sinus containing scattered reticular cells, macrophages,circulating lymphocytes and a boundary of edothelial cells. The cortex is comprised of more exterior follicles and a deep cortical zone (paracortex) without follicles. Follicles lacking germinal centers are called primary, those with are called secondary. The medulla is composed of densely cellular medullary cords and less densely populated medullary sinuses. Medullary sinuses are continuous with efferent lymphatic vessels found in the lymph node's hil

Nódulo sinoatrial [sinoatrial node] The heart "pacemaker" a group of modified cardiac muscle cells wich defines the rate of contraction of all other cardiac muscle by virtue of a faster contractile rhythm. Located near the entrance of the superoir vena cava.

Neuroectoderme [] Territorio presuntivo del sistema nervioso. Sinónimo: neurodermo.

Neurodermo [] Territorio presuntivo del sistema nervioso. Sinónimo: neuroectoderme.

Neuroporo [] Poro o agujero anterior de la vesícula encefálica o poro posterior del tubo neural.

Néurula: Embrião en vías de neurulación.

Notocorda [] Territorio embrionario propio de los cordados (procordados y vertebrados) por debajo del tubo neural. Centro organizador del tubo neural en los primeros estadios de desenvolvimento de este grupo animal por su acción inductora sobre el ectoderme y mesoderme. Sinónimos: cordoderme y cordoblasto.

O
índice

Oide [] Sufixo significando parecido, ou do tipo de.

Oligodendrócitos [] Ver Neuróglia do sistema nervoso central.

Oligonucleotídeo [] Seqüências (conjuntos) nucleotídeos, variando entre 10 e 50 resíduos. Normalmente são usados como sondas moleculares em ensaios de hibridização ou como iniciadores de reações de polimerização em cadeia (PCR) para amplificação de DNA.

Oma [] Sufixo que significa tumor.

Oncogene [] São aqueles genes cujos produtos são capazes de promover a transformação de células eucarióticas normais e induzir a formação de tumores.

Oncogênico [] Capaz de causar câncer ou tumores malignos.

Opatia [] Sufixo que significa perturbação, enfermidade.

Osteo [] Relativo a osso.

Osteosarcoma [] Tumor maligno caracterizado por células que formam tecido ósseo ou osteóide.

Oligolecito [] Tipo de ovo que posee una pequeña cantidad de vitelo. Antónimo: telolecito.  

Oocito [] Célula madre del gameto femenino (=oocito de 1º orden, diploide) Gameto femenino (=oocito de 2º orden, haploide) 

Oogénesis [] Proceso de diferenciación de los oocitos.

Oogonia [] Célula germinal a partir de la cual por meiosis se produce un oocito. 

Organogénesis [] Etapa de la embriogénesis en la que se constituyen los primordios de los órganos. 

Oviductos [] Partes en forma de tubo del aparato reproductor femenino de mamíferos. Sinónimo: Trompas de Falopio.

Ovo [] Oocito o también embrião y sus envueltas. 

Ovotestis [] Gónada hermafrodita. 

Óvulo [] Gameto femenino en los amniotas. Sinónimo: oócito 2º ordem. 

Ovulación [] Maduración del óvulo de amniotas.

Órgão [organ] Organização de diferentes de tecidos, geralmente de vários tipos, realizando funções específicas. 

Ossificação endocondral [endochondral ossification] Tipo de ossificação em que a substância osteóide é depositada em moldes de cartilagem preexistente. A maior parte do esqueleto forma-se por este processo e, por exemplo, o osso que se forma nos centros primários e secundários de ossificação é do tipo endocondral.

Ossificação intramembranosa [intramembranous ossification] Tipo de ossificação em que a substância osteóide é secretada directamente sobre fibras de tecido conjuntivo laxo. O espessamento do córtex é devido à deposição de osso do tipo intramembranoso que se verifica sob o periósteo, pelo que a ossificação intramembranosa é o mecanismo responsável pelo aumento de diâmetro dos ossos.

Osso compacto [compact bone] Camada de osso que cobre a maioria dos ossos e forma quase a totalidade do eixo dos ossos longos.

Osso cortical [cortical bone] Osso compacto que forma o eixo (o cortex) de um osso longo.

Osso esponjoso [spongy bone] Osso composto por lâminas (espículas) dispostas de modo a formarem uma rede porosa. Os espaços são, geralmente, preenchidos por medula óssea (ver osso reticular).

Osso reticular [reticular bone] Osso composto por lâminas (espículas) dispostas de modo a formarem uma rede porosa. Os espaços são, geralmente, preenchidos por medula óssea (ver osso esponjoso).

Osteoblastos [osteoblasts]

Osteócitos [osteocytes]

Osteoclastos [osteoclasts]

P
 índice

Peptídeo [] Porções menores de uma proteína, compostas de um número reduzido de aminoácidos, as unidades constituintes das proteínas.

Paracentese [] Retirada de líquido ascítico para alívio de insuficiência respiratória restritiva ou para diagnóstico.

Parênquima hepático [] Tecido do fígado.

Periósteo [] É a membrana que recobre o osso, sendo a única parte do osso sensível à dor.

Peritoneu [] Membrana que reveste externamente os órgãos abdominais e a parede interna da cavidade abdominal.

Picnose [] Alteração degenerativa do núcleo da célula, o qual diminui até menos de 6 micras de diámetro.

Pineal [] Glândula localizada no Sistema Nervoso Central, também chamada de terceiro olho por ter a mesma origem embrionária do olho.

Plaqueta vitelina [] Orgánulo propio de los oocitos, constituido en su mayor parte de fosfoproteínas utilizadas como reserva nutricional por el embrião en desenvolvimento.

Placoda [] Vesícula de origen epidérmico que participa en la formação de los órganos sensoriales.

Placa neural [] Primer estadio del neurodermo, resultante de la transformação de una parte del ectoderme bajo la influencia inductora del cordoderme.

Polaridade [] Propiedad del oocito o del ovo que se refiere a la repartición de sus constituyentes (y de sus potencialidades) según unos gradientes de un polo a otro de la célula.

Polos [] Puntos diametralmente opuestos del oocito o del ovo centrados sobre los hemisferios pobres en vitelo (polo animal) y rico en vitelo (polo vegetal).

Proctodeo [] Ensanchamiento epidérmico posterior del tubo digestivo en formação. 

Pronúcleo [] Núcleo de cada uno de los dos gametos durante la fecundación.

Plaquetopenia [] Diminuição do número de plaquetas do sangue a niveis abaixo dos considerados normais.

Pleomorfismo [] Formas celulares variadas de uma mesma espécie.

Polimerização [] Processo de obtenção de polímeros, no caso de moléculas de DNA ou RNA seja no processo natural de duplicação do genoma celular, ou através de uma reação que amplia estas moléculas no tubo de ensaio, conhecida como reação de polimeração em cadeia - PCR.

(Reação de) Polimerização em Cadeia (PCR) [] É uma reação de amplificação de DNA in vitro, capaz de gerar fragmentos de tamanhos definidos de DNA, altamente específico.

Pólipo [] Tumor benigno (semelhante a uma verruga) que se forma na parede interna de um órgão, como o intestino, por exemplo.

Pólipose [] doença caracterizada pela presença de pólipos.

Proliferação [] Multiplicação de células para produzir formas similares.

Proteína [] Molécula composta de aminoácidos que são ordenados conforme informação genética mantida no gene, e responsável pelas atividads metabólicas dentro da célula.

Punção [] O liquor é o líquido que banha o cérebro e transita através da medula espinal. A punção é um procedimento pelo qual através de uma agulha, se retira um pouco desse material a fim de que o mesmo possa ser examinado. Dependendo do exame é possível firmar o diagnóstico de algumas patologias como processos inflamatórios e/ou processos neoplásicos.

Periósteo [periosteum] Membrana fibrosa de tecido conjuntivo denso irregular que recobre a superfície de um osso, excepto onde se localiza cartilagem articular. Tem capacidade osteogénica.

Perimísio []

Placas de crescimento epifisárias [epiphyseal growth plate] Zona que liga as regiões epifisária e metafisária dos ossos longos e responsável pelo crescimento destes, através do processo de ossificação endocondral. A cito-arquitectura estrutural da placa de crescimento permanece inalterada desde as primeiras fases embrionárias até à maturidade do esqueleto. A população celular da placa de crescimento é composta essencialmente por condrócitos, dispostos em colunas paralelas ao eixo axial do osso. Estas colunas de células representam as unidades histogénicas e funcionais do crescimento longitudinal dos ossos. Caminhando do limite epifisário para o limite metafisário, a placa de crescimento apresenta, basicamente, 3 zonas (a terminologia varia segundo os autores) (i) zona de reserva, ou de repouso, que contém células estaminais; (ii) zona de proliferação, em que as células são achatadas; e (iii) zona de hipertrofia (que pode subdividir-se em zona de maturação/transição, zona de degeneração e zona de calcificação), em que os condrócitos estão hipertrofiados. As zonas da placa de crescimento, representam uma progressão ordenada de condrócitos de um estádio de proliferação, com uma elevada taxa mitótica, até um estádio de hipertrofia, com um acentuado incremento no tamanho das células e uma intensa actividade de secreção dos componentes da matriz extracelular. O estádio final corresponde a uma actividade de degeneração associada à remoção, através de células especializadas, transportadas pelos vasos sanguíneos que penetram a partir da metáfise. Embora estas zonas anatómicas da placa de crescimento sejam definidas por uma terminologia que implica zonas estruturais e funcionais discretas, na realidade, verifica-se uma transição gradual entre os componentes celulares que as constituem. Os condrócitos das diferentes zonas da placa de crescimento diferem no seu estado de diferenciação, morfologia, secreção de componentes da matriz extracelular e actividades de várias enzimas. Por exemplo, o colagénio de tipo II é sintetizado pelos condrócitos no estádio proliferativo, enquanto a actividade da fosfatase alcalina e as sínteses de colagénio de tipo X e de osteopontina estão restringidas às células hipertróficas. As placas de crescimento de aves e mamíferos são, basicamente, similares. As diferenças mais marcadas são: (i) nas placas de crescimento das aves aparecem longas colunas de células sem uma orientação bem definida, particularmente nas zonas de hipertrofia e de mineralização; um arranjo colunar é visível apenas na zona de proliferação, mas nas zonas de hipertrofia e de calcificação as colunas de células são de difícil diferenciação. Pelo contrário, nas placas de crescimento de mamíferos o arranjo colunar é perfeitamente visível em todas as zonas; (ii) todas as zonas da placa de crescimento das aves são mais altas; é maior o número de células em cada uma delas: as placas de crescimento de frangos de estirpes de rápido crescimento, por exemplo, em indivíduos com 4-7 semanas, apresentam cerca de 200 células por coluna, enquanto as de ratos, na fase de crescimento mais rápido, 6 semanas aproximadamente, apresentam cerca de 25 células; e (iii) os vasos sanguíneos são mais largos e penetram mais profundamente, nas placas de crescimento das aves, e em consequência, colunas de condrócitos estendem-se pela metáfise. A organização da estrutura histológica das placas de crescimento é crescente filogeneticamente, isto é: Mamíferos > Aves > Répteis. Por outro lado, dentro das espécies, as estirpes de rápido crescimento, apresentam uma maior desorganização e a calcificação da matriz é irregular. No entanto, e pese embora estas diferenças estruturais existentes entre as placas de crescimento de aves e mamíferos, a cartilagem que as constitui é muito similar, aos níveis celular e molecular, o que sugere mecanismos fisiológicos de controlo semelhante.

Plaquetas [platelet] Also called thrombocytes, are small non-nucleated cells found in blood which play an important role in blood clotting in part by releasing seratonin at wound sites. They are formed by budding off of megakaryocytes found in bone marrow.

Polpa branca [white pulp] A porção do baço em que ocorre a produção de limfócitos. Clasically organized around central arterioles and thus called the periarteriolar lymphatic sheath (PALS). Note that "white" refers to the appearence of these regions in fresh unstained material. In H&E stained slides, the abundant lymphocytes found in this regions are stained purple.(red pulp).

Leucócito polimorfonuclear [polymorphonuclear luecocyte] (neutrophil).

Q
índice

 Queratina [keratin]

R
índice

Rabdomiossarcoma [] Tumor maligno derivado (que se forma...) das fibras musculares estriadas.

Resposta imunológica [] É a activação do sistema de defesa do organismo contra substâncias externas.

Retinoblastoma [] Tumor maligno derivado das células primitivas da retina.

Retroperitonial [] Região que fica atrás do peritôneo (membrana que envolve os órgãos do abdomen)

RNA [] Molécula de ácido nucleico, de fita simples, também composto de bases nitrogenadas, que representa a cópia fiel da informação genética contida no gene. A seqüência das bases nitrogenadas do RNA é traduzida, no citoplasma das células, para determinar a seqüência de aminoácidos de uma proteína. No RNA a Base T é substituida pela Base U.

Radioautografia [] Técnica utilizada em histologia aplicada como uma técnica citoquímica in situ para a detecção de isótopos radioactivos. Baseia-se na sensibilidade das emulsões fotográficas às radiações ionizantes. Como não existem nas células elementos radioactivos, podemos seguir pela radioautografia a incorporação e a movimentação de compostos radioactivos, introduzidos nas células com finalidades experimentais.

Ranvier Ver Nó de Ranvier

Reticular [reticular] net-like or web-like.

Retículo endoplasmático [endoplasmic reticulum] A network of intercellular, membrane bound tubes involved in protein synthesis and calcium regulation.

Reticulócito [reticulocyte] Um eritrócito imaturo contendo ainda alguns ribossomas.

S
 índice

Sarcoma [] Tumor malígno que se origina nas células primitivas mesenquimais do osso (Osteossarcoma), tecido fibroso, músculo, nervo ou cartilagem.

Sincicio [] Massa citoplasmática com muitos núcleos.

Sistema Nervoso Simpático [] Relativo a parte simpática do sistema nervoso autônomo, no Sistema Nervoso Simpático a sinapse intermediária tem como mediadores principais as catecolaminas.

SNC [] (Sistema Nervoso Central) é a parte do sistema nervoso que possui um envoltório ósseo (crânio e coluna vertebral).

SNP [] (Sistema Nervoso Periférico) é o sistema nervoso situado fora do envoltório ósseo. Exceção é feita para os nervos motores, que embora tenham seus corpos celulares no interior da caixa craniana/ canal vertebral, também são considerados como fazendo parte deste sistema.

Somática [] Relativo ao corpo, e as funções vegetativas, em oposição às funções geradoras

Seroso Produto de secrecção fino, aquoso, contendo proteínas e glicoproteínas (ex: glândula parótida)

Seromucoso Produto de secrecção misto, de espessura intermédia (ex: glândula submandibular)

Sinus: A hollow or cavity. Can also refer to a large chanel, as in a blood sinus.

Sinapses [] Articulações terminais estabelecidas entre um neurônio e outro (interneurais) ou entre um neurônio e uma fibra muscular (neuromuscular) ou entre um neurônio e uma célula glandular (neuroglandulares). É nas sinapses que os neurónios transmitem os impulsos nervosos através da ação de mediadores químicos ou neurohormonas.

Sistema [system] O termo sistema pode ser utilizado para descrever células com funções semelhantes, mas amplamente distribuídas em diversos sítios anatómicos, por exemplo, as células do sistema imune; ou referir-se a um grupo de órgãos com papéis funcionais semelhantes, ou relacionados, como por exemplo, os rins, a pelvis, os ureteres e a bexiga são parte do sistema urinário.

Substância acidófila [] Substância com afinidade por substâncias ácidas. A principal técnica de coloração de tecidos para o estudo de Histologia básica é a técnica da Hematoxilina-Eosina. Através dessa técnica, podemos diferenciar porções basófilas e acidófilas do tecido estudado. A hematoxilina é basófila, ou seja, tem afinidade por substânicas básicas. Sendo assim, ela costuma corar os núcleo e o retículo endoplasmático rugoso, locais onde há grande quantidade de proteínas (básicas pelo seu grupamento amina). Por seu lado, aeosina é acidófila, tendo afinidade pelo citoplasma, fibras colágenas e outras substânicias ácidas das células.

Substância basófila [] Substância com afinidade por substâncias básicas. A principal técnica de coloração de tecidos para o estudo de Histologia básica é a técnica da Hematoxilina-Eosina. ravés dessa técnica, podemos diferenciar porções basófilas e acidófilas do tecido estudado. A hematoxilina é basófila, ou seja, tem afinidade por substânicas básicas. Sendo assim, ela costuma corar os núcleo e o retículo endoplasmático rugoso, locais onde há grande quantidade de proteínas (básicas pelo seu grupamento amina). Por seu lado, a eosina é acidófila, tendo afinidade pelo citoplasma, fibras colágenas e outras substânicias ácidas das células.

Saco vitelino [] Anexo extraembrionario formado por vitelo de los embriones dentro de los ovos telolecitos. Sinónimo: Vesícula vitelina.

Segmentação [] Etapa del desenvolvimento embrionario que conlleva la división del ovo fecundado o zigoto en un gran número de blastómeros.

Somito [] Segmento del mesoderme dorsal resultante de la metamerización propia de los vertebrados.

Stereocilia: The stereocilia are long, branched, irregular microvilli. They cover the pseudostratified columnar epithelium of the rounded basal cells and columnar cells that make up the ductus epididymidis. They participate in the uptake and digestion of residual bodies that are eliminated during spermatogenesis.

T
índice

 Telolecito [] Tipo de ovo que es muy ricos en vitelo. Antónimo: Oligolecito.

Testículo [] Gónada masculina, donde ocurre la espermatogénesis.

Trompas de Falopio [] Partes en forma de tubo del aparato reproductor femenino de mamíferos. Sinónimo: Oviductos.

Tubo neural [] Primórdio da espinal medula. 

Teratoma [] Tumor embrionário composto de tecidos derivados das 3 camadas germinativas e localizadas em órgãos e regiões onde normalmente não deveriam estar presentes.

Tumor [] Tumor = Neoplasia. Ver Neoplasia

Tecido [tissue] Arranjos celulares funcionais, constituindo os órgãos e os sistemas.

Trabecula [trabecula] Fibrous bands of connective tissue extending from the surface of an organ into the interior, along which blood vessels often run. Also variously shaped bone spicules found in cancellous bone.

Traqueia [trachea]

Trombócitos [thrombocytes] Ver plaquetas

Tunica [tunica] A sheet-like layer of tissue.

Tunica adventicia [tunica adventitia]: An outer layer of connective tissue surrounding vessels containing longitudinally arranged collagen fibers. The adventitia is continuous with more external connective tissue through which the vessel runs.

Tunica íntima [tunica intima] Endothelial cells and supporting connective tissues lining a vessels interior (luminal) surface.

Tunica media [tunica media] A median layer of concentrically arranged smooth muscle cells surrounding blood vessels. In arteries, an internal elastic lamina separatedthe media from the intima.

U
 índice

V
 índice

Vasa vasorum [] Vasos sanguíneos de pequeno calibre.

Vasos [vessels] Termo referente a estruturas do sistema sanguíneo do indivíduo (artérias, veias e capilares) e do sistema linfático (vasos linfáticos).

Vasos linfáticos [] Vasos que levam a linfa.

Vesícula germinal [] Núcleo gigante do oócito em crescimento (em anfíbios).

Vesícula vitelina [] Anexo extraembrionário formado por vitelo dos embriões dentro dos ovos telolecitos. Sinónimo: Saco vitelino.

Vilosidades [villi]

Víscera [] Qualquer órgão interno localizado nas cavidades craniana, torácica ou abdominal.

Visceral [] Relativo a víscera.

Vitelo [] Conjunto de placas vitelinas. Sinónimo: gema do ovo.

W
índice

X
índice

Y
índice

Z
índice

Zigoto [] Célula diploide resultante da fusão de um gâmeta masculino e de um gâmeta feminino. Sinónimo: ovo fecundado.

Zona cortical deep [deep cortical zone] Ver Paracortex.

Zona de hipertrofia [] Ver Placa de crescimento epifisária.

Zona de proliferação [] Ver Placa de crescimento epifisária.

Zona de reserva [] Ver Placa de crescimento epifisária.

Newsletter

Acompanhe

Adcione o Veterinária News aos favoritos

Siga o Veterinária News no Twitter.